ISSN electrónico: 2007-8951
Volumen 48/ Número 190, julio-septiembre 2017

Inovações sociais para territórios “inteligentes”: fato ou ficção?

Jairo Parada

Este ensaio explora os argumentos teóricos sobre a existência de territórios “inteligentes”, um conceito que foi recentemente desenvolvido com base nas noções de sociedade do conhecimento e economia do conhecimento, de desenvolvimento sustentável e de inclusão social. Examinam-se as condições prévias para as possibilidades, para o surgimento deste tipo de espaços territoriais em relação ao desenvolvimento econômico que deve apoiá-los, a estrutura social adequada, as qualidades exigidas da agência humana e as inovações sociais que este propósito requer. Finalmente, como um estudo de caso, se apresenta um exame empírico de tais condições na costa caribenha da Colômbia, levando assim às conclusões e recomendações finais que são apresentadas.

Mots clés: Região do Caribe da Colômbia, smart cities, sustentabilidade urbana, inovação, desenvolvimento tecnológico, governança.

Empresas de Software no México e seus Vínculos de desenvolvimento local

Jordy Micheli, Rubén Oliver

O objetivo deste trabalho é caracterizar a dinâmica de negócios da indústria de software localizada nas cidades do México, Monterrey e Tijuana, a partir de uma pesquisa realizada pelos autores em 175 empresas localizadas nas cidades acima mencionadas durante o ano de 2014. A literatura existente sobre esta indústria no México privilegia abordagens teóricas sobre a inovação e a aprendizagem e sua aplicação a casos locais. Este trabalho é parte da lógica dos clusters (Porter, 1998); portanto, analisa as relações com o mercado local em termos de vendas e utilização de recursos humanos, financeiros e de informação, permitindo explicitar diferenças regionais das dinâmicas empresariais. Entre elas, uma importante diferença é o peso que tem a concorrência local na Cidade do México em comparação com as outras duas cidades.

Mots clés: indústria de software, desenvolvimento local, clusters industriais, Cidade do México, Monterrey, Tijuana.

Empresas de tecnologia e políticas públicas de desenvolvimento regional no Brasil

María del Mar Miralles Quirós, José Luis Miralles Quirós, Julio Daza Izquierdo

O objetivo deste estudo é analisar o crescimento dos empresarial do setor tecnológico no Brasil no período 2002-2013. Para isso, tomamos como base a Lei de Gibrat ou Lei do Efeito Proporcional (LEP) e na metodologia de dados em painel, já que nos permite controlar a heterogeneidade não observável. No entanto, ao contrário da evidência empírica anterior, foi tido em conta o efeito da recente crise financeira e da rentabilidade sobre o crescimento empresarial. Os principais resultados obtidos indicam que em tempos de crise as políticas públicas poderiam dedicar parte dos seus recursos disponíveis para ajudar as empresas tecnológicas pequenas, rentáveis e menos endividadas para incentivar o crescimento econômico.

Mots clés: Lei Gibrat, dados de painel, crescimento empresarial, crise econômica, empresas de tecnologia, políticas públicas.


A capital do estado e das finanças na Argentina entre 2002 e 2012. A dívida pública

Marisa Bordón

A fim de encontrar pistas sobre a posição do capital financeiro na dinâmica economia argentina entre 2002 e 2012, foram analisados alguns aspectos da sua relação com o Estado. O “desendividamento” levou ao desmantelamento parcial da dívida pública como eixo da atividade especulativa, mas manteve a sua rentabilidade e sua posição prioritária nas decisões de política econômica. Por outro lado, a regulamentação financeira contribuiu para preservar o mecanismo da dívida e não alterou significativamente a posição central do capital financeiro.

Mots clés: política económica, dívida pública, capital financeiro, Estado, regulação financeira.


O retorno (incompleto e breve) da política industrial: o caso da Argentina 2003-2015 e lucros

Pablo Lavarello

Num contexto de expansão da economia mundial, de expansão das brechas tecnológicas e de uma evolução de preços relativos adversos à industrialização, Argentina está entre os países latino-americanos nos quais a política industrial tinha regressado (de forma parcial e transitória) para agenda de política económica. Neste trabalho, a hipótese que se formula infere que apesar do retorno das ações e instrumentos de política industrial que promovem capacidades tecnológicas e criam um quadro favorável de incentivos á industrialização, eles não conseguiram definir uma nova política industrial, dada a fraca coordenação e a ausência de uma instancia hierárquica superior para sua implementação.

Mots clés: política industrial, industrialização, capacidades tecnológicas, planejamento, incentivos fiscais e financeiros.


Migração de talentos como estratégia de desenvolvimento: México- Japão

Alejandro Méndez Rodríguez

A migração internacional de recursos humanos qualificados é um dos pilares da governança da imigração. As políticas de migração estabelecem os instrumentos organização e gestão que têm como objetivo atrair trabalhadores qualificados e estudantes internacionais no contexto de competitividade global. O componente principal que influencia na construção do fluxo migratório internacional para o Japão é o mercado de trabalho transnacional para recursos qualificados e dos mecanismos de sua formação. O objetivo deste artigo é apontar os fatores socioeconômicos que moldam, fomentam e dão o contexto para a mobilidade de trabalhadores qualificados. E a principal pergunta seria: Quais são as características dos principais fatores que estão moldando o fluxo migratório entre México e Japão?

Mots clés: migração de trabalhadores qualificados, mobilidade geográfica, recursos humanos, fatores socioeconômicos, mercados de trabalho, política migratória.


Armadilha da liquidez, história e tendências de pesquisa: uma análise bibliométrica

Eva Ugarte, Josefina Léon, Gilberto Parra

Na armadilha da liquidez, a política monetária convencional é ineficaz para estimular a atividade econômica. O modelo keynesiano ortodoxo apresenta uma situação deste tipo como um caso extremo, que foi usado para justificar a importância da política fiscal. O objetivo deste trabalho é apresentar uma análise quantitativa (usando técnicas bibliométricas) e qualitativa para explorar a literatura recente sobre a armadilha da liquidez. A evolução do número de publicações no período 1973-2015 revela os eventos econômicos (depressão japonesa dos noventa e crise financeira global de 2007-2008) que renovaram o interesse acadêmico em estudar este tema. Acreditamos que estes resultados fornecem uma visão esquemática muito precisa da agenda de pesquisa atual.

Mots clés: armadilha da liquidez; taxa nominal de juros; política monetária; política fiscal; bibliometria, teoria keynesiana.